Sergio Bernardes

HOTEL TROPICAL DE MANAUS / PRIMEIRA VERSÃO

Chamado de a grande experiência por Sergio Bernardes, o Hotel de 400 quartos é uma calota hemisférica com 300 metros de diâmetro revestida por duas camadas de vidro, uma logo abaixo da outra. Implantado no centro da circunferência, um edifício cilíndrico com 26,20m de diâmetro e suspenso do chão por uma torre de circulação vertical de 7,50m de diâmetro recebe oito elevadores panorâmicos. Todos os quartos possuem vista privilegiada.
De acordo com Bernardes, as correntes de convecção resultantes do aquecimento do ar dentro da cúpula, aliadas ao efeito “turbo-venturi” provocado pelos ventos externos advindos da proximidade do Rio Negro através das copas das arvores, reduziriam a temperatura do ambiente em 7°C e a umidade em 30%, criando dessa forma um microclima ideal aos hóspedes, protegendo-os das ameaças da natureza selvagem e do clima quente e úmido da região, sem o isolamento da floresta.
” O cálculo da cúpula transparente, cuja rigidez só seria alcançada por uma estrutura metálica e por vidros especiais, foi feita pelo engenheiro Jaime Mason, na época, assistente do Engenheiro Paulo Fragoso, que precisou desenvolver teorias apropriadas porque na época não havia soluções para tais problemas.”

Local:
Manaus, AM

Data do projeto:
1963

Arquitetura:
Sergio Bernardes

?>